quinta-feira, 11 de abril de 2013

Vade Retro, Caetano!!! (Ou : Mãe Menininha do Patuá)

O pastor-deputado Marco Feliciano, caso deixe de ser pastor um dia, ou deputado, tem, ao meu ver, uma promissora carreira no ramo humorístico. Ele vem se mostrando muito melhor que qualquer desses novos "talentos" do stand-up brasileiro, Danilo Gentili e que tais. Arrisco-me a dizer que Feliciano mesmo rivaliza aquela judeuzada estadunidense, os criadores do gênero.
Dia desses, acho que na semana passada, o pastor "explicou" os três tiros que mataram John Lennon : um foi o Pai quem deu, o outro, o Filho, e o terceiro, o Espírito Santo. Motivo : os Beatles terem dito, em certa altura de sua carreira, que eram mais populares que Jesus Cristo. Ninguém zomba de Cristo e continua vivo, afirmou Feliciano. Quer dizer que quem não zomba não morre nunca?
Hoje, um novo vídeo das pregações do pastor foi descoberto no Youtube. Nesse vídeo, intitulado "Não subestime o poder do diabo", Feliciano explica o sucesso de Caetano Veloso, quando o baiano vendeu mais de um milhão de discos com a música "Sozinho", do compositor Peninha.
Grandes nomes da MPB haviam gravado a música antes de Caetano, entre eles, Tim Maia e Sandra Sá, não atingindo, cada um, vendagens superiores a 30 mil cópias. E Caetano, "Sozinho", só ele e seu violão, um milhão.
Feliciano disse que, antes de gravar qualquer música, Caetano submetia a canção à apreciação da Mãe Menininha do Pátua (sic). Pãããããta que o pariu!!! Genial, o pastor. Engraçadíssimo e insuperável em sua ignorância. A tal do pátua a que ele se refere é mãe de santo baiana Maria Escolástica da Conceição Nazaré, a mãe Menininha do Gantois, que se pronuncia Cantuá. Daí para patuá foi um pulo.
Lembrou-me, inclusive, um quadro dos  imortais "Os Trapalhões" em que Didi desafia Dedé a adivinhar o nome das músicas representadas nos desenhos dele. Didi Mocó, o famoso cabecinha de bater bife, desenhou um quadrado, nomeou cada canto do quadrado com uma letra, A, B, C e D, e desenhou uma menina no canto da letra A. Dedé pensou, pensou, e não adivinhou - seu destino sempre foi perder as apostas para o cearense. Triunfante, Didi revela : o nome da música é Menininha do Canto A - composição de Dorival Caymmi.
Os Trapalhões : Gantois (cantuá) com canto A; Feliciano : Gantois com patuá. Superou Renato Aragão. De longe.
Voltando : Caetano apresentava suas canções à mãe Menininha do Patuá e ela, possuída pelos orixás, lhe dizia, "pode gravar, meu filho, que eu abençoo". Nesse instante, Feliciano faz uma pausa dramática e conclui para seu público : não subestime o diabo.
Além de tentar atingir Caetano, o pastor ataca todas as religiões de origem africana, associando-as ao capeta. Detalhe : Caetano gravou "Sozinho" em 1998, Mãe Menininha morreu em 1986. Só se algum outro pai de santo incorporou Mãe Menininha, que, por sua vez, incorporou os orixás críticos musicais. É a terceirização dos pais de santos.
Se bem que, nesse caso, de alguma forma que nem imagino, o pastor bem pode ter razão. "Sozinho" é muito ruim, muito chata, uma das piores músicas de corno que já ouvi. Seu estrondoso sucesso só pode ter sido coisa do capeta.
"Quando a gente gosta/É claro que a gente cuida/ Onde está você agora?", pergunta a letra da música. Tá dando, seu corno, tá dando pra outro.

3 comentários:

  1. quem escreveu este post é uma viado, macumbeiro, pseudo ateu-tetéia que passa o tempo todo sentado no colo do preto-velho enquanto segura firme na bengala do exu-peta....e se não gostou do que escrevi ou do que o felicianus anus disse então bebe um copo de porra de jegue bem quentinho pra relaxar...hihihihihihi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há, há, há! Exu-peta! Muito bom. Não conhecia esse Exu, esse deve descer só no seu terreiro.
      Rapaz, até agradeço a você por querer compartilhar aqui no Marreta suas experiências de vida, dar dicas de bem-estar, isso de um copo de porra de jegue lhe deixar calminho e relaxado.
      Se funciona com você, vai nessa, tenho certeza de que o jegue, depois que você acaba de "ordenhá-lo", também fica bem relaxadão.
      De minha parte, para relaxar, continuo com meus canecões de cerveja.
      Abraço.
      (de jegue, por trás)

      Excluir
    2. É possivel discordar com respeito anônimo;
      Boas idéias azarão!

      Excluir